Novidades Produto Negócio

11 passos rápidos para criar o seu CNPJ

3/3/2018 12:44

Você já sabe da importância de ter um Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ) se quiser que seu pequeno trabalho informal cresça e tenha resultados cada vez melhores.

Agora é preciso saber realmente como criar esse CNPJ, pois ele será o primeiro passo para você formalizar o seu negócio e começar a cair nas graças de ser um MEI. Uma beleza.

Quando você estiver tranquilo na internet, depois de checar suas redes sociais, aproveite para começar o processo de criação do seu CNPJ, pois ele é emitido online pela própria Receita Federal.

Como muitos trabalhadores, você busca a bendita autonomia, e por isso o processo para emitir um CNPJ é simplificado para que você possa fazer tudo sozinho.

Existe a possibilidade de você fazer alguns cursos gratuitos que a Receita Federal disponibiliza para dar a você um pouco mais de conhecimento sobre esse assunto.

Mas como ninguém vive sozinho, você também tem a possibilidade de contratar ou se consultar com um contador.

Tudo pronto? Então, ajeite sua poltrona para ficar à vontade e se liga aqui nesses 11 passos para você criar o seu CNPJ:

  1. No site da Receita Federal, faça o download do Programa Gerador de Documentos de CNPJ. Isso é indispensável para todo o processo.

 

  1. Depois disso, acesse o programa baixado e preencha todos os campos necessários na ficha, preste muita atenção nessa parte do processo.

 

  1. Agora é hora de enviar o documento Ficha Cadastral da Pessoa Jurídica (FCJP) e também o Quadro de Sócios e Administradores (QSA). Não desvie sua atenção ainda, pois, outras informações ainda serão necessárias, tais como a razão social, o setor de atividade e o próprio endereço que servirá de sede para a empresa.

 

  1. Depois você deverá escrever no Quadro de Sócios o nome de quem será seu parceiro e também responsável pela empresa, além disso, os sócios participarão no capital da empresa e tudo isso deve ser explicado no documento. Nada de acordos informais fora do “papel”.

 

  1. Quais são os tipos de sociedade permitidas em uma empresa? Veja qual o melhor para a sua. Cada tipo de empresa se encaixa em um regime tributário diferente, portanto, você também deve escolher um destes.

 

  1. Depois que você conseguir submeter todos os documentos, guarde o comprovante para poder verificar o status do seu pedido.

 

  1. A partir de então, a Receita Federal vai verificar o preenchimento para te notificar caso haja algum erro ou documentos em falta. Erros de preenchimento ou documentos faltando são comuns em processos de qualquer natureza. Para garantir que isso não aconteça com você, sempre verifique várias vezes os documentos pedidos com os que você já tiver, também confira todas as assinaturas e comprovantes.

 

  1. Tudo certo? Não importa se você precisou refazer ou não o processo, pois agora é hora de imprimir os papeis que tem o nome de Documento Básico de Entrada no CNPJ (DBE).

 

  1. Com os DBE em mãos, vá a um cartório de sua cidade para reconhecer firma de todos eles, atente-se aos valores deste procedimento e quais formas de pagamento o seu cartório trabalha.

 

  1. Envie para uma unidade cadastradora que lhe foi informada lá no final daquele processo online. Você também pode entregar a papelada por alguma agência do correio ou pessoalmente no endereço.

 

  1. Agora aguarde a conclusão do procedimento, veja que, na legislação não há um prazo definido para isso. A média é de 5 dias, tudo depende da demanda e da sua localidade, com isso pode chegar até um mês. Não há necessidade de estresse ou ansiedade para que o processo se finalize. Enquanto você espera, pode acompanhar tudo pelo site.

 

Agora acabou! Simples não, é? Enquanto aguarda, aproveite para saber mais sobre as melhores formas de gerenciar o seu negócio.

Você pode também, caso não se encaixe em nenhuma das categorias de empresas citadas no site da Receita Federal, adquirir o seu CNPJ através da criação de uma empresa sendo Microempreendedor Individual (MEI).

Como já explicamos o que é o MEI aqui. Apenas verifique se sua renda será de até R$ 81.000,00 por ano e que você não tem envolvimento com nenhuma outra empresa sendo sócio ou recebendo pró-labore.

Se estiver tudo dentro dessas especificações você poderá ser um MEI e desfrutar dos benefícios de ter um CNPJ através de um processo mais simplificado e acessível. Esse processo para criação do MEI é feito através da internet mesmo.

Ainda resta alguma dúvida? Nos pergunte nos comentários.

Boa sorte e sucesso!

Mais do blog

Achamos que você também pode se interessar por: